Os melhores produtos e projetos de decoração, arquitetura e design para você se inspirar. Fique por dentro dos lançamentos mais bacanas do mercado. Selecione referencias e produtos para montar o seu projeto. Tudo em um só lugar

Baixe agora mesmo o App Kaza e tenha acesso a um conteúdo exclusivo.

App store




ARQUITETURA

À Francesa

Em meio ao paraíso ecológico de Vannes, a 500 quilômetros de Paris, arquiteto francês casado com paisagista brasileira projeta morada para abrigar sua jovem família – digna daqueles comerciais de margarina, recheados de gente linda e feliz


Por: Fabiano Cameran

O arquiteto Julien Veyron, 35 anos, projetou sua morada, em Vannes, pensada para suprir todas as vontades de sua mulher, a paisagista brasileira Madalena Veyron – e seus três filhos pequenos, para fazer com que os momentos em família fossem mais proveitosos. Primeiramente, ele escolheu a localização do terreno, na beira de um rio. Motivo: sua paixão em velejar no verão, no Golfe Du Morbian, paraíso que se esconde bem próximo dali. O endereço apresentava um declive acentuado, o que fez com que Julien realizasse um projeto que se debruçasse sobre suas curvas. Com 240 metros quadrados, a residência foi modelada para que seus três pavimentos proporcionassem interação entre interior e exterior.

O profissional, junto com o seu sócio do escritório Atelier Arcau – Xavier Fraud –, buscou criar ambientes que refletissem a natureza. Para alcançar o objetivo, a morada recebeu grandes janelões de vidro, que permitem a entrada da luz e ventilação naturais full time. O concreto e o aço foram usados em sua estrutura, deixando-a toda aberta para o exterior, trazendo-o para praticamente dentro da sala de estar. “A relação da casa com o entorno, os contrastes da luz e da sombra, criam atmosferas diferentes ao longo do dia”, explica o arquiteto ao falar das características de seu lar, em que os ambientes são todos integrados e só existem paredes ou divisórias nos quartos e banheiros.

Os três pavimentos foram dispostos de maneira a trazer muito conforto nas áreas comuns e privacidade nos quartos e suítes. O andar inferior, que fica no nível do rio, abriga a adega, dispensa, escritório e uma sala de TV. No térreo está a área social do refúgio, com cozinha, salas de estar e jantar – onde Julien e sua esposa reúnem toda a molecada para as refeições, além de um quarto e um closet. “E por aqui todo mundo só conversa em português, para manter a conexão com o Brasil”, diz o casal. O piso superior abriga duas suítes, um cantinho para os pimpolhos brincarem e a sauna, além de dar acesso a um deque de madeira, área para relaxar apreciando as maravilhas de seus arredores. O paisagismo da mansão foi desenvolvido pela própria Madalena, é claro, que fez o plantio de árvores que suportassem as baixíssimas temperaturas do inverno francês, como a Giesta, que pode ser encontrada também no Brasil. Mas o grande pulo do gato foi preservar a flora local.

O décor é descolado, com mobiliário assinado por nomes como Patricia Urquiola, Jeffrey Bennett e Frederic Sofia, que interage com peças sem grande badalação, porém de muito bom gosto. Destaque para os pufes Fatboy laranja, que são tipo o playground das crianças. Por essas e outras é que a morada dessa família franco-brasileira é um verdadeiro lar, daqueles que ninguém bota defeito, com salpicadas de amor, união, arquitetura e design, claro!

Fotos: Gaelle Le Boulicaut


PRODUTOS RELACIONADOS

Construflama
Lareira Ecológica a Álcool
+info

COTAR

Phenicia Concept
Tapete Kilim Maui
+info

COTAR

Trend Casual
Quadro 129A Abstrato
+info

COTAR

Inovar Esquadrias de Alumínio
Painel fixo
+info

COTAR


PROJETOS RELACIONADOS