Os melhores produtos e projetos de decoração, arquitetura e design para você se inspirar. Fique por dentro dos lançamentos mais bacanas do mercado. Selecione referencias e produtos para montar o seu projeto. Tudo em um só lugar

Baixe agora mesmo o App Kaza e tenha acesso a um conteúdo exclusivo.

App store




DECORAÇÃO

A mitologia do bom gosto

Nomes incensados das artes contemporâneas e sopro levemente retrô fazem o visual chic com assinatura inconfundível de Roberto Migotto nesse apê paulistano


Por: Cynthia Garcia

Quando vejo um apartamento como esse, assinado por Roberto Migotto, sinto prazer. Bom gosto é uma sensibilidade que influencia as atitudes, as escolhas e a vida dos abençoados com esse poder. Não é coisa de berço. Mas mãe com dom de fazer a casa e a si própria bonita, que manda e desmanda com voz agradável e percebe quão valioso é germinar essa sabedoria na prole, ajuda muito. No entanto, assim como no olho azul, ele é um gene recessivo. Não é hereditário. Pais com bom gosto nato podem ter filhos com mau gosto atroz. No homem isso fica patente na escolha da mulher. A roupa masculina com seus códigos restritos ajuda ao macho equivocado enganar os outros e a si próprio. O indicador se nele existe essa sensibilidade são suas escolhas femininas. Ou seja, a bandeira é pela via indireta, darling.

“Quando pensei no projeto desse apartamento, parti de uma ideia: integrar os espaços”, conceitua Migotto, que nem de longe sofre do mal acima. “Na área social usei o mármore Pighes no piso e nas paredes tons de cinza. Em alguns ambientes optei pela nogueira americana para revestir as estantes.” E aqui vale contar que o mármore branco de Pighes é extraído de uma pedreira grega fincada na Macedônia, onde nasceu o belo e sanguinário Alexandre, o Grande, nos idos de 356 a.C., o maior conquistador de terras – e alguns escribas contam de gente de todos os sexos – que houve na História.

No social desse apê de 800 metros quadrados de um casal com filhos, a solução que amarra o conceito do arquiteto é a grande porta de correr, responsável por unir o living à sala de jantar em um único ambiente para o prazer dessa família que curte receber e coleciona contemporâneos de primeiro time como Vik Muniz, Fabio Miguez, Marcos Chaves e Araquém Alcântara. Nas paredes do hall, além da tela de Miguez, um dos sete fundadores da Casa 7, outra peça domina. Pairando sobre o aparador Mondrian, da Atrium, o espelho redondo Narciso, da Érea, rende homenagem às superfícies espelhadas do indiano Anish Kapoor que, por sua vez, inspira-se em Narciso, o efebo da mitologia grega apaixonado pela própria imagem. Em todos os ambientes, um dosado equilíbrio entre mobiliário italiano e peças vintage. No home theater, o pufe Eros, da Flexform para Érea, dirige minha trip mental novamente aos anais do helenismo. Batizado Eros pelos gregos e Cupido pelos romanos, esse deus sensual casou- se com Psiquê com quem teve Hedonê, a deusa do prazer. Sábios os antigos gregos…


PRODUTOS RELACIONADOS

Lider Interiores
Sofá H700 Coevo
+info

COTAR


PROJETOS RELACIONADOS