Os melhores produtos e projetos de decoração, arquitetura e design para você se inspirar. Fique por dentro dos lançamentos mais bacanas do mercado. Selecione referencias e produtos para montar o seu projeto. Tudo em um só lugar

Baixe agora mesmo o App Kaza e tenha acesso a um conteúdo exclusivo.

App store




DECORAÇÃO

Cidadão do Mundo

Radicado em NY, o jovem arquiteto peruano Javier Robles mistura o melhor do design contemporâneo (incluindo brasileiro) nessa morada de fim de semana nos Hamptons


Por: Cynthia Garcia

O fato de ter nascido no berço da cultura inca imprimiu na personalidade do arquiteto peruano Javier Robles um fascínio por civilizações ancestrais e por manifestações de impacto social, como a arquitetura. Hoje, seu Utopus Studio tem sede em Nova York e filial em Londres, no entanto, a trajetória desse profissional de sucesso o levou antes a fazer um pit stop de dois anos em São Paulo, quando ganhou uma bolsa de estudos da USP, que acabou tendo a tese final contemplada pelo prêmio máximo. Na volta à terra natal, projetou o centro de visitantes do sítio arqueológico de Chan Chan, antiga capital da cultura Chimu, objeto da tese apresentada na USP. No início deste ano, a área foi listada no “World Monument Fund Watch List 2014”, vitória pessoal que muito o orgulha: “O próximo passo é a criação pelo governo peruano de um parque cultural na zona ameaçada”.

Em 1996, sua garra o conduziu a Nova York. Dividindo seu tempo com a função de professor de produto e arquitetura de interiores da cultuada Parsons School of Design com projetos para clientes internacionais, entre eles algumas empresas brasileiras como Favela Chic e Osklen, sua carreira começou a deslanchar. “Sempre sonhei fazer parte do caldeirão multicultural de Nova York”, confessa Robles. Em 2003, veio sua inclusão na lista “40 under 40” da revista Crains, que elege os jovens profissionais de futuro, e trabalhos em Londres, Paris e Madri, só para citar algumas metrópoles onde já fincou sua assinatura. Em 2012, fundou a Lumifer, empresa de design de luxo, e a Robles, de arquitetura de interiores, que inseriu seu nome entre os designers de 2014 eleitos pela revista especializada New York Spaces.

Entre seus projetos recentes, encontra-se essa casa de praia dos anos 1980, nos Hamptons, adquirida por um jovem casal que encomendou uma reforma geral e o projeto de decoração. Em tempo, ter uma casa no vilarejo de East Hampton, a praia dos nova- -iorquinos, equivale a morar no Rio e passar o fim de semana em Búzios ou viver em Sampa e curtir o “finde” em Camburi. Pousada em terreno de 8 mil metros quadrados com piscina, a casa de 400 metros, com cinco quartos, possui dois andares mais um terraço no terceiro pavimento que avista o mar. A proposta de Robles enfatiza a luminosidade com uma paleta de paredes brancas, neutras e madeira aparente com tratamento cinza-azulado, tudo pontuado por um décor prático: “É uma beach house, com criança e cachorro, tudo foi pensado para ser funcional”.

O minimalismo do décor prova que despojamento não é sinônimo de falta de requinte. A iluminação e peças, como o sofá modulado Lunar, são da grife Lumifer, do próprio arquiteto. Os móveis de jardim são da empresa espanhola Gandia Blasco. Charles Eames, Patricia Urquiola, Philippe Starck e Eugeni Quitllet estão representados no mobiliário. Mas o maior contingente dessa “nações unidas” do design veio da Espasso, de Carlos Junqueira, o embaixador do bom desenho brasileiro nos EUA, que representa criações de Sergio Rodrigues, Jorge Zalszupin, José Zanine Caldas e Claudia Moreira Salles, nomes da nossa fina flor verde–amarela.


PRODUTOS RELACIONADOS

Artefacto
Aparador Hayden - Crystal Color
+info

COTAR

Phenicia Concept
Tapete Parada Silk Orange
+info

COTAR


PROJETOS RELACIONADOS