Os melhores produtos e projetos de decoração, arquitetura e design para você se inspirar. Fique por dentro dos lançamentos mais bacanas do mercado. Selecione referencias e produtos para montar o seu projeto. Tudo em um só lugar

Baixe agora mesmo o App Kaza e tenha acesso a um conteúdo exclusivo.

App store




DECORAÇÃO

Como uma série de TV

Projetada por Antonio Ferreira Jr. e Mario Celso Bernardes, a casa de campo paranaense ganhou decoração despojada que combina o acervo de toda uma vida com toques contemporâneos e traduz a personalidade da proprietária


Por: Maiá Mendonça

Será difícil traduzir em arquitetura e decoração a personalidade de alguém que se conhece muito bem? Para Antonio Ferreira Junior parece que não foi. Convocado pela irmã para projetar sua casa em um pequeno condomínio em Londrina, o arquiteto – que trabalha em parceria com Mario Celso Bernardes – conseguiu imprimir um ar “eu quero uma casa no campo”, valendo-se de materiais e mobiliário familiares, vindos da demolição de uma casa da fazenda do pai em Três Lagoas, no Mato Grosso do Sul, como as tábuas de diferentes tamanhos e cores, usadas na fachada da casa, e mesa, cadeiras e aparador da sala de jantar, para citar alguns exemplos.

A encomenda da irmã artista plástica foi enfática: queria uma casa térrea, com jeito de casa de campo, materiais rústicos. Escada, nem pensar. Respeitadas essas premissas, Antonio tinha total liberdade para inventar. Utilizando madeira, pedra, cerâmica e ladricasas lho hidráulico, o arquiteto desenhou um projeto com a simplicidade elegante das casas de campo, cercada pela confortável varanda que circunda toda a construção, e que faz parte de todos os ambientes internos, uma vez que salas e quartos se abrem para ela. “Esse é um dos ambientes mais frequentados da casa”, explica o arquiteto, que completa dizendo que ficar na varanda é um hábito de Londrina.

A construção ocupa 400 dos 1.000 metros quadrados de terreno, e se espalha pelo gramado, cercada por árvores. A fachada parece convidar as pessoas a entrar, talvez pelo uso das tábuas de peroba vindas da fazenda da família, que imprimem aconchego logo na chegada. A pedra, arenito basáltico, aparece na sala de jantar mobiliada com mesa, cadeiras e bufê Scapinelli, que vieram da fazenda da família. E dá o ar de sua graça na sala de estar, onde fica a lareira, que atravessa o teto terminando em uma chaminé que invade o telhado e completa o desenho da fachada.

Como uma das expertises de Antonio Ferreira Jr. é combinar retrô (com forte acento seventies) e contemporâneo, ele jogou com essas tendências com muita propriedade. Toques do final dos anos 1960 e 1970 são percebidos por quem tem olhar mais treinado. A maneira simétrica de pendurar vários quadros em uma única parede. As cores neutras dos sofás, e até os poucos objetos que ocupam as mesinhas de centro e de canto são típicos desses anos que precederam as tendências hippie e mediterrânea que tomaram conta tanto da moda quanto da decoração. A limpeza dos excessos tão típicos dos anos 1970 anda influenciando arquitetos e decoradores.

A estrela da casa, a varanda é sombreada pela pérgola de ripas de madeira, no piso o ladrilho hidráulico e a piscina de raia ganhou uma prainha mais rasa, para aqueles que preferem sombra e água fresca. Lembra aqueles casarões americanos dos seriados vintage, tipo Lassie. Aliás, a própria deu o ar de sua graça no dia das sessões de fotos.


PRODUTOS RELACIONADOS

Meber
Saboneteira Parede 306 C 37
+info

COTAR

Quaker Decor
Almofada Vitel 73 Beige 50x50cm
+info

COTAR

Líder Interiores
Poltrona Alva (com encosto/costas em madeira)
+info

COTAR

Trend Casual
Quadro 027A Bicicleta Vintage
+info

COTAR


PROJETOS RELACIONADOS

Concertos de um maestro sem conserto

Casa Vila Madalena

A cereja do cup cake

-->