Os melhores produtos e projetos de decoração, arquitetura e design para você se inspirar. Fique por dentro dos lançamentos mais bacanas do mercado. Selecione referencias e produtos para montar o seu projeto. Tudo em um só lugar

Baixe agora mesmo o App Kaza e tenha acesso a um conteúdo exclusivo.

App store




DECORAÇÃO

Intercâmbios arquitetônicos

Em São Paulo, o apartamento do casal de brasileiros encomendado ao estúdio americano Grade Architects, é uma aula de high décor à moda nova-iorquina


Por: Cynthia Garcia

Ultimamente, o movimento de arquitetos brasileiros com projetos no exterior vem se intensificando. Entre eles estão desde nomes consagrados como Arthur Casas a jovens profissionais como Diego Revollo, que já acumula cinco projetos executados fora do País, o mais novo em Paris, publicado recentemente por KAZA. No entanto, ainda é rara a ação contrária. Não nesse caso. No bairro de Higienópolis, em São Paulo, o apartamento de dois mil metros quadrados pertence a um casal brasileiro e é assinado pelo Grade Architects, escritório com sede em Manhattan.

“Ao entregar o apartamento deles em Miami, o casal nos convidou para projetar o interior do de São Paulo, brifado objetivamente: criar um ambiente nova-iorquino”, resume o arquiteto Thomas Hickey à frente, com o sócio, Edward Yedid, do escritório fundado em 2001, com um portfólio no segmento luxo de projetos construídos em Nova York, Boston, nos Hamptons e em Greenwich, no estado de Connecticut (comunidade de 60 mil habitantes detentora de fatia considerável do PIB americano), além de clientes comerciais como a joalheria Tiffany, que tem no cargo de diretor de design o genial John Loring, que já tive o prazer de entrevistar.

Além do mobiliário todo importado dos EUA, com uma ou outra peça garimpada em antiquário europeu, a originalidade do décor baseia-se na estética industrial-chic da cartela em tons de cinza e elementos pontuais de concreto aparente que contrastam com as coleções de arte, antiguidade e design de linguagem contemporânea. O hall espelhado, com chandelier da designer americana Lindsey Adelman, abre-se para o living. A obra principal é o grande retrato do artista plástico e gráfico Julian Opie, que ferve na cena inglesa desde a década de 80. No décor, peças da multimarca Holly Hunt, como o par de sofás modelo Caspian entre mesas laterais Marsouin do francês Christian Liaigre e mesa de centro em madeira e vidro, design Grade Architects. De frente a esse conjunto, apoiadas em quatro prateleiras nas laterais de acesso à varanda, uma rara coleção. É o grupo de seis figuras em terracota do escultor Chiparus (1886-1947), um dos expoentes do estilo Art Déco.

Ainda no social, o home theater exibe tela de Vik Muniz e o sofá Beluga, outra peça com o inconfundível savoir-faire de Liaigre. No canto oposto, sobre a mesa de jantar design Grade Architects, com dez poltronas Holly Hunt, um par de pendentes anos 60 do antiquário nova-iorquino John Salibello, endereço chique do design de luz vintage. Na mesma cartela de cinza, a cozinha não fica atrás. É uma extensão desse requinte com know-how italiano. O projeto é Valcucine e as cadeiras, Minotti. O toque pessoal fica com a coleção de teapots (chaleiras) em porcelana branca e um conjunto de peças artesanais que transformam o barro em arte.


PRODUTOS RELACIONADOS

LLUM | Bronzearte
Pendente Oriente
+info

COTAR

Única Laminados
Laminado Alicante
+info

COTAR

Empório Luz Design
Pendente em Metal e Madeira
+info

COTAR

Meber
Torneira Bancada 1203 C 77 BA
+info

COTAR


PROJETOS RELACIONADOS