Os melhores produtos e projetos de decoração, arquitetura e design para você se inspirar. Fique por dentro dos lançamentos mais bacanas do mercado. Selecione referencias e produtos para montar o seu projeto. Tudo em um só lugar

Baixe agora mesmo o App Kaza e tenha acesso a um conteúdo exclusivo.

App store





Justa Medida

O projeto da arquiteta Deborah Roig explora a liberdade e a integração de ambientes no apartamento paulistano que festeja a vivência e o uso coletivo dos espaços


Por: Matheus Evangelista

A ideia é simples (e ótima): usar o espaço para receber amigos, cozinhar, relaxar e ainda tocar guitarra – sim, afinal, esse é um dos hobbies do jovem economista que recrutou a arquiteta Deborah Roig para reformar seu apartamento de 160 metros quadrados, no bairro da Vila Olímpia, em São Paulo. Os três meses de reforma injetaram o fôlego necessário ao endereço, que passou por um retrofit para atender às necessidades de uma vida cosmopolita e cada vez mais agitada. Para começar, paredes foram derrubadas, criando ambiente único que comporta cinco diferentes ivências, tudo de forma orgânica e inteligente.

O living com sofá em “L”, by MiCasa, se une às poltronas de couro, by Artefacto, e ao charme extra das mesas de centro vintage feitas com palha e jacarandá da Loja Teo. O match perfeito? O tapete gráfico da Phenicia Concept, que transforma tudo em um lounge para receber amigos. Na outra ponta do ambiente, uma enorme mesa de jantar da Tora Brasil se funde ao espaço gourmet ao redor da churrasqueira, e por ali é impossível ficar indiferente aos nichos de cobre que servem de base para uma horta – outra grande paixão do morador. Nas paredes, fotos de Alain Brugier para a Gabinete D.

A guitarra protagoniza um espaço relax, com futons e almofadas que servem de QG para momentos de total descontração, afinal, é ali que o instrumento assume seu papel e sobe, literalmente, ao palco. Para deixar tudo mais aconchegante, Deborah aciona a marcenaria e reveste as paredes com madeira que recebem iluminação chiquérrima dos (muitos) pendentes Tom Dixon. Neutro, o apartamento ganha cores somente nos detalhes, como os tons de amarelo das almofadas, banquetas e de todos os revestimentos da área social. No quarto principal, essa sobriedade fica ainda mais evidente com a cartela de cores que vai do preto ao cinza, aliada ao painel de camurça com referências geométricas do Empório Beraldin, colocado na cabeceira da cama de casal que, por sua vez, parece flutuar no centro do quarto iluminado por um garimpo de peças da Wall Lamps.

Se a ideia é ganhar espaço, o hall de entrada, que antes escondia o elevador, foi o primeiro a desaparecer, deixando de herança paredes revestidas de madeira freijó, e dessa vez até o teto entrou na dança – e na mira! – da Marcenaria Contemporânea, responsável pelo projeto de boas-vindas que já anuncia ao visitante o que vem pela frente e quem é o dono do pedaço. Em uma das redes, a bicicleta minimalista da marca dinamarquesa Velorbis descansa em seu suporte, anunciando que ali o viver sustentável nunca esteve tão presente. Simples, assim.


PRODUTOS RELACIONADOS

Mac Móveis
Carrinho de Chá Acessorium
+info

COTAR

Lider Interiores
Mesa de centro Stile
+info

COTAR


PROJETOS RELACIONADOS