Os melhores produtos e projetos de decoração, arquitetura e design para você se inspirar. Fique por dentro dos lançamentos mais bacanas do mercado. Selecione referencias e produtos para montar o seu projeto. Tudo em um só lugar

Baixe agora mesmo o App Kaza e tenha acesso a um conteúdo exclusivo.

App store




DECORAÇÃO

Os banquetes do Imperador

Maria Alice Solimene diz que “comida feita com paixão tem outro sabor”. A julgar pela casa da banqueteira, decoração também


Por: Cynthia Garcia

Ao abrir o portão da casa de Maria Alice Solimene, o olhar é saudado por um pergolado de bougainvíllea florida que abriga uma mesa para seis com tampo de mármore rosa. O cenário al fresco resume algumas das coisas que a banqueteira paulistana mais adora: rosa – a cor e a flor –, reunir os amigos, receber com alegria, servir suas delicadas delícias e curtir suas “frescurites”, como a coleção de guardanapos de linho bordados, herança de família. “É meu jardim secreto”, diz nossa anfitriã de caftã otomano do bazar de Istambul: “Passei um réveillon nessa cidade fascinante no Pera Palace, hotel onde ficava Agatha Christie nos anos 1930”. E embarcamos no s

Ao fundo, ouvimos uma orquestração composta dos trinados dos beija- flores e de seus CDs que incluem canções napolitanas em saudação à terra de sua avó paterna, dona Maria Bruno Solimene, que legou à neta a veia da gastronomia. Fundado em 1994, seu catering, a Casa Solimene, está presente em shootings de moda de fotógrafos estrelados como Mario Testino e Gui Paganini, nas produções do diretor de arte Giovanni Bianco, assim como nos jantares que Nanda de Barros Mello oferece à prima, a rainha Silvia da Suécia, quando a monarca do país nórdico visita São Paulo, sua cidade natal. No último deles, encomendou menus individuais, pintados pelo artista plástico Paulo von Poser, com os quitutes da mesa brasileira de raiz portuguesa, que preparou para a ocasião. “Fizemos pasteizinhos de palmito, cuscuz de bacalhau, carne-seca desfiada com purê de abóbora e sorvete de cupuaçu com doce de ovos moles. É o tempero da vida”, filosofa, aludindo a “Tempero da Vida” (2003), do cineasta turco Tassos Boulmetis, um relato sensível de um avô ao neto sobre a associação da gastronomia aos astros, temas que revolvem na mente de Maria Alice. No interior da casa de dois andares, um clima de Gosford Park goes to China. Menção a outro clássico da grande tela, “Assassinato em Gosford Park” (2001), um fim de semana nos anos 1930, em um palacete no campo inglês, com jantares, caça à raposa e intrigas, sobre o qual diz: “Sei todas as falas de cor”. Imantado na decoração, um blend britânico com chinoiseries, sua versão particular de Hong Kong colônia inglesa e Xangai, onde já preparou jantar a convite da embaixada brasileira. O tom de pêssego das paredes, a lareira de mármore e o mobiliário clássico – par de poltronas em estampa florida, outro par de veludo vermelho e sofá capitonê de couro preto –, dão aquele cozy aconchegante, mais british, impossível.

O menu que Maria Alice bolou para esta edição foi inspirado nos cardápios de D. Pedro II, compilados no bonito livro “Os banquetes do Imperador” (ed. Senac). A entrada é um Coquetel de Camarão; o prato principal, um Pernil de Vitela com purê, alho-poró e legumes braisés; e a sobremesa, Manjar de Coco com calda reduzida de vinho pinot noir. Impossível não mencionar seu famoso Cuscuz de Berinjela, também presente, inventado por ela, em 1995, para socorrer os amigos vegetarianos, que se tornou sua marca registrada. “Comida feita com paixão tem outro sabor”, diz sobre seu maior segredo.


PRODUTOS RELACIONADOS

Rubinettos
Misturador para Lavatório Ref.1505
+info

COTAR

Meber
Ducha Axles 1963 C 1 Jato Com Desviador
+info

COTAR

Quaker Decor
TECIDO ARROW VELVET INDIGO
+info

COTAR


PROJETOS RELACIONADOS