Os melhores produtos e projetos de decoração, arquitetura e design para você se inspirar. Fique por dentro dos lançamentos mais bacanas do mercado. Selecione referencias e produtos para montar o seu projeto. Tudo em um só lugar

Baixe agora mesmo o App Kaza e tenha acesso a um conteúdo exclusivo.

App store




ARQUITETURA

Viver de brisa

Fincada na Praia de Cotovelo, no condomínio Porto Brasil, no Rio Grande do Norte, a casa projetada por Thiago Bernardes se abre em brises para a enseada


Por: Cynthia Garcia

Leonardo da Vinci costumava dizer que “a simplicidade é o mais alto grau da sofisticação.” Esse projeto muito especial se baseia nesse partido. Nesse terreno de 300 metros quadrados, o arquiteto carioca Thiago Bernardes pousou essa casa de 430 metros quadrados com toda a sua arte. Fincada na Praia de Cotovelo, no condomínio Porto Brasil, no Rio Grande do Norte, ela exibe imponente fachada em portas-janelas camarão de madeira cumaru e  desenvolve–se em três níveis. Com pé-direito triplo de seis metros de altura, o térreo tem um espelho d’água na entrada, que leva às áreas de estar e da mesa de jantar, que se abrem para um terraço com piscina e deque descoberto.

Na lateral do grande vão central encontra-se a escada em dois lances, de madeira, tratada como elemento escultórico. Debruçado sobre o living, o pavimento superior é um mezanino que abriga uma sala íntima compartilhada por duas suítes idênticas. No piso inferior, um quarto de hóspedes, sala íntima, adega, depósito e serviços. Privilegiando o branco e tons naturais, a decoração, assinada por Gracita Lopes, com escritório em Natal, é correta, praiana, sem ostentação, conforme pede a natureza tropical da região de Parnamirim. Na realidade, a casa lembra o formato de uma grande caixa de sapato, que a geometria, matemática das formas e dos espaços denomina como paralelepípedo. As paralelas menores compreendem a fachada principal, onde se localiza a entrada, e a fachada posterior concentra a área de lazer que emoldura a Praia de Cotovelo. O projeto se desenvolve com soluções despojadas, cartesianas, aparentemente simples, que comprovam a habilidade de Thiago Bernardes. Se prestarmos atenção, se fosse dividida ao meio, a casa apresentaria o formato de dois cubos adjacentes. O que ele fez foi criar um projeto-base para um cubo e espelhou-o no outro, criando, assim, um espaço arquitetônico simétrico e harmônico, baseado nos ensinamentos do romano Vitrivius, autor do tratado “De Architectura”, publicado no século 1º antes de Cristo, onde o pai da arquitetura descreve os princípios áureos das construções greco-romanas.

Outra coisa chama a atenção. Percebe-se que o objetivo estético maior foi captar o olhar do visitante, dirigindo-o para a grande tela azul anil do céu e do mar potiguar. Chapeau! Ou melhor, parabéns, como dizem os franceses e como diziam os cariocas elegantes da geração de seu avô Sergio e de seu pai, Claudio, ambos falecidos, que completam com Thiago a trilogia dos Bernardes na arquitetura nacional. Como abri com Da Vinci, fecho com Sergio, que alertava: “Quem não tem conceito faz uma  arquitetura que aparece mais que a natureza.”


PRODUTOS RELACIONADOS

Mac Móveis
Sofá Istambul - 3 lugares
+info

COTAR

Empório Luz Design
Pendente Tango Led 1/12W
+info

COTAR

Única Laminados
Laminado Olive Tree
+info

COTAR

Lider Interiores
Mesa lateral Havana
+info

COTAR


PROJETOS RELACIONADOS